terça-feira, 29 de agosto de 2017

Filtros que nos impõem

Olá pessoas do outro lado! 

Hoje decidi deixar aqui umas palavrinhas. Já lá vai muito tempo (anos) que este espaço está abandonado, por falta dedicação e entusiasmo para este mundo dos Blogs. 

Enfim, não foi para vos dizer o óbvio que aqui vim. 

Estava numa de voltar a escrever por aqui sobre coisas mais pessoais e que me inquietam. Adorava ter um espaço só para dizer tudo aquilo que não consigo dizer nas alturas certas. Gostava de sentir que não estou só, neste mundo em que temos de ter "filtros" de pensamentos e opiniões para conseguirmos alcançar o que queremos. 

Tudo isto condiciona a vida, deixamos de dizer o que queremos porque parece mal, vai magoar a outra pessoa, vai ser mal interpretado, vai trazer-nos problemas com X ou Y... Toda uma infinidade de coisas que nos "trava" a língua e pensamentos. 

Imaginemos um mundo em que as pessoas eram completamente sinceras, sem "filtros" ou nada que as condicionasse de dizer o que fosse, como seria esse mundo?! Muitos dirão que seria um caos e ninguém seria levado a sério. Não sei, acho que vivemos tão absorvidos com a opinião dos outros que nos esquecemos de ser sinceros connosco e consequentemente com o mundo. 

Se de facto existisse um mundo assim, tenho 99% de certeza que seríamos muito mais felizes. Muitas das preocupações que temos desapareciam e sem duvida conseguiríamos aproveitar momentos simples na vida. E mais que tudo, deixávamos de ter pessoas interesseiras ao nosso redor. Ou seja, éramos muito mais realizados!

Bem, acreditando nisto tudo, eu não passo de uma hipocrita!

Cada vez mais o meu "filtro" está ativo seja em situações profissionais ou mesmo pessoais. Sinto que isso me tem tornado numa pessoa passiva perante a vida, parece que a vida passa por mim e eu não sei dar a resposta correta para avançar e fico só a ve-la passar. É triste chegar a esta conclusão, mas esta nossa sociedade exige pessoas com "filtros" refinados e não podemos remar contra a maré senão ficamos para trás. 

É de salientar que nem sempre fui assim, aliás era precisamente o contrário, se tinha uma opinião exponha na hora, caísse bem ou mal (claro, sempre com educação e respeito pelo outro, era louca mas não tanto). Agora, prefiro guardar para mim! E sinto-me cada vez mais afogada nestes pensamentos.

Quero mudar isso e propor a quem me lê para o fazer. 

Vou começar a deixar todos os meus pensamentos e inqueitaçoes por aqui. Quem quiser que faça o mesmo ou que deixe opiniões contrárias. 

Vamos deixar de ter "filtros" e libertar o nosso Eu! 



Sem comentários:

Enviar um comentário